Rio Largo recebe vacinação assistida contra a febre aftosa nesta quarta-feira (13)

A segunda etapa de vacinação contra a febre aftosa em Alagoas já começou. A Agência de Defesa e Inspeção Agropecuária (Adeal) realiza, nesta quarta-feira (13), uma vacinação assistida no município de Rio Largo. A ação tem objetivo de estimular os criadores da região para que vacinem o rebanho o quanto antes.

A vacinação será realizada às 9h, na Fazenda Utinga, localizada na zona rural da cidade e contará com a participação de técnicos e diretoria do órgão estadual.

Nesta etapa, os criadores devem vacinar e declarar os bovinos e bubalinos na faixa etária de zero a 24 meses até o próximo dia 30.Depois da imunização, os produtores têm até 15 dias para declarar a vacinação junto à Adeal, nos escritórios da agência distribuídos pelo Estado. O criador que deixar de vacinar e declarar, estará sujeito ao pagamento de multas e impedido de circular com os animais.

Este ano, assim como na primeira etapa, a vacina contra a febre aftosa vai ter sua dose reduzida de 5 ml para 2 ml, o que ajudará a reduzir edemas e lesões no local da aplicação. O produtor deverá adquirir as vacinas em uma revendedora autorizada ou loja de produtos agropecuários, devidamente cadastrada na Adeal.

O objetivo é aumentar abrangência da zona livre de febre aftosa no estado e em todo país, sem vacinação. Em 2021, Alagoas ficará livre da vacinação,, assim, não será mais necessário que o produtor vacine o rebanho, buscando a valorização da carne, juntos aos mercados mais exigentes.

Na primeira etapa da campanha, realizada em maio deste ano e onde todos os animais foram vacinados, independentemente da idade, foi registrada uma cobertura vacinal de 95% dos bovídeos em todo território alagoano, o que corresponde a 1.056.854 animais imunizados.

Para o presidente da Adeal, Carlos Mendonça Neto, o Governo do Estado está trabalhando junto ao criador alagoano para que, assim como a primeira etapa da campanha de vacinação contra a aftosa, a segunda seja um grande sucesso.

“É importante que o produtor rural vacine seu rebanho e, depois, faça a declaração nos escritórios da Adeal. Todos têm que fazer a sua parte para que Alagoas possa avançar ainda mais na luta contra a doença”, ressaltou o presidente do órgão.

Adeal informa, ainda, que todos os produtores, independentemente de ter animais dentro dos critérios desta etapa da campanha, devem comparecer aos escritórios da agência de defesa agropecuária para atualizar os dados cadastrais e fazer a atualização do rebanho.

A Febre Aftosa

A febre aftosa é uma doença viral, altamente contagiosa, que afeta animais de casco fendido, como os bois, búfalos, cabras, ovelhas e porcos. Pode ser transmitida principalmente pelo contato entre os animais doentes e sadios. O vírus pode ser transportado pela água, ar, alimentos, pássaros e pessoas que entrem em contato com animais doentes.

Ascom – 11/11/2019

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *